Maia Open é adiado uma semana e fica com menos concorrência

Beatriz Ruivo/FPT

Um ano depois, a cidade da Maia vai voltar a receber um torneio do ATP Challenger Tour, mas com uma ligeira alteração no calendário: o início do Maia Open 2020 foi adiado de 21 para 28 de novembro, uma decisão que tem impacto direto na “concorrência” do torneio português.

A alteração deu-se esta semana e faz com que a segunda edição do evento maiato se jogue no último período competitivo da atual temporada no circuito ATP, entre os dias 28 de novembro e 6 de dezembro.

Desta forma, o Maia Open despede-se de uma semana que recentemente tinha ficado ainda mais recheada — aos Challengers de Bari, em Itália, e Florianópolis, no Brasil, juntou-se há dias um em Lima, no Perú — e terá menos “concorrência”: ao mesmo tempo que o torneio português só se jogará em Orleães (França) e Campinas (Brasil).

À semelhança do que aconteceu com o Lisboa Belém Open e a grande maioria dos torneios Challenger que se têm realizado pós-confinamento, também o Maia Open substituirá o quadro principal de 48 jogadores (com byes na primeira ronda para os 16 cabeças de série) pelo de 32, recuperando o formato que destaca apenas oito pré-designados e lança todos os tenistas a jogo logo na primeira eliminatória. O qualifying será de 16 e não quatro jogadores, sendo jogado ao longo do primeiro fim de semana.

Calendário do ATP Challenger Tour para o mês de novembro:

Total
6
Shares
Total
6
Share