Federico Gaio é o primeiro a inscrever o nome nas meias-finais do Lisboa Belém Open

Beatriz Ruivo/Lisboa Belém Open

LISBOAFederico Gaio vem de Faenza, tem 28 anos e é o primeiro jogador apurado para as meias-finais do quadro principal de singulares do Lisboa Belém Open, o primeiro torneio do ATP Challenger Tour a acontecer em Portugal no ano de 2020.

A defender o estatuto de quinto cabeça de série, o italiano (que é o número 136 do ranking) deu a volta ao brasileiro Guilherme Clezar (270.º, mas que chegou a ser 153.º) para vencer em três sets, por 5-7, 6-4 e 7-6(4) depois de 2h58.

No encontro mais longo desta edição do Lisboa Belém Open, o italiano foi o primeiro a quebrar, mas acabou por perder a primeira partida e viu-se forçado a trabalhos extra para seguir em frente: no segundo parcial voltou a desperdiçar a vantagem de um break, mas recompôs-se a tempo de atacar o “saque” de Clezar por uma segunda vez e igualou o marcador.

Chegado o momento de todas as decisões, Gaio quebrou logo de início e caminhou com tranquilidade para a vitória, até que ao oitavo jogo voltou a perder um jogo no seu serviço e complicou consideravelmente a tarefa em duas ocasiões: primeiro ao falhar a tarefa de servir para fechar o encontro, com alguns erros incaracterísticos, e depois ao ceder o primeiro mini-break do tie-break, onde no entanto foi rápido a passar para a frente e desta vez de forma definitiva.

Apurado para as segundas meias-finais do ano no ATP Challenger Tour, Federico Gaio vai defrontar o vencedor do último duelo do dia, que coloca frente a frente o primeiro cabeça de série, Jaume Munar, e o francês Alexandre Muller.

Total
1
Shares
Total
1
Share