Gonçalo Oliveira em grande derrota ex-top 80 no regresso ao Lisboa Belém Open

Beatriz Ruivo/Lisboa Belém Open

LISBOAGonçalo Oliveira (285.º da hierarquia mundial) carimbou a primeira vitória portuguesa no quadro principal de singulares da quarta edição do Lisboa Belém Open e fê-lo em grande estilo, ao afastar o ex-top 100 mundial Blaz Rola no grande encontro da jornada.

Frente a frente com o esloveno (atual 147.º do ranking, mas que há cinco anos foi 78.º) pela segunda vez na carreira, o jogador português de 25 anos voltou a triunfar, desta vez pelos parciais de 1-6, 7-6(2) e 7-5.

Depois de uma entrada em falso, em que “abriu o campo” ao adversário, Gonçalo Oliveira reduziu o número de erros não forçados e começou a obrigar o esloveno — com quem revelou já ter treinado em várias ocasiões e em vários países — a correr para ganhar os pontos. A persistência do português foi recompensada e, depois de um tie-break quase perfeito, igualou o marcador, mas voltou a ter de lutar muito para dar a volta ao terceiro set, onde esteve em desvantagem por um break, e inverter o resultado para carimbar a vitória — a primeira de um jogador português neste Lisboa Belém Open, depois dos desaires dos compatriotas Frederico SilvaJoão Domingues.

Apurado para a segunda ronda do Lisboa Belém Open, Gonçalo Oliveira vai reencontrar o adversário que o travou na estreia em Prostejov há cerca de um mês: o ucraniano Dmitry Popko, número 178 do mundo que esta segunda-feira levou a melhor sobre o brasileiro João Menezes, com 6-3 e 6-4.

Total
5
Shares
Total
5
Share