Luís Faria e Nuno Borges com sortes diferentes em Setúbal

A jornada desta quinta-feira no Grupo Re/Max Lounge Setúbal Open deixou a presença portuguesa no quadro principal reduzida a apenas um elemento. Luís Faria e Nuno Borges eram os últimos sobreviventes no que aos representantes portugueses diz respeito, sendo que apenas o último conseguiu assegurar um lugar nos quartos de final da prova.

Luís Faria, que entrou no quadro principal do ITF de 15 mil dólares como lucky loser, defrontou o segundo cabeça de série, Christian Lindell (331.º ATP), no segundo encontro do dia no Court 1. O primeiro parcial foi muito complicado para o tenista português, que foi castigado no segundo serviço pelas respostas agressivas de um tenista sueco particularmente eficaz (converteu três dos quatro break points que teve a favor). A segunda partida, contudo, trouxe outra réplica do jovem atleta luso. Faria elevou o nível do serviço e mostrou também competência na resposta. O tenista de 21 anos esteve por duas vezes com um break de vantagem, mas acabou por sofrer a reviravolta e ceder o encontro por 6-1 e 7-6(5), em pouco mais de duas horas.

Mais feliz foi Nuno Borges, que entrou em court logo de seguida e derrotou o alemão Lucas Gerch (446.º) em dois sets, com os parciais de 6-4 e 6-2. O tenista de 23 anos esteve muito seguro nos jogos de serviço e jogou sempre bem nos pontos mais importantes. Borges salvou cada um dos seis break points que enfrentou e, na hora da resposta, converteu três dos oito que teve à disposição. O tenista português marcou a diferença sobretudo na resposta ao segundo serviço do adversário.

Apurado para os quartos de final, Nuno Borges terá a oportunidade de vingar o compatriota Luís Faria. O número 544 do mundo tem encontro marcado com o sueco Christian Lindell.

Total
3
Shares
Total
3
Share