Francisca Jorge conquista melhor vitória da carreira e chega à final do Porto Open

PORTO — A semana brilhante de Francisca Jorge no Porto Open continua e este domingo a número um portuguesa qualificou-se para a quinta final de singulares da carreira no circuito internacional e a mais importante de todas, dado tratar-se da primeira em torneios de 25 mil dólares.

Com a difícil tarefa de passar pela espanhola Cristina Bucsa (155.ª WTA), segunda cabeça de série e campeã do torneio em 2018, na última edição jogada na terra batida do Clube de Ténis do Porto, a vimaranense de 20 anos deu continuidade à excelente forma que apresentou ao longo da semana e somou a melhor vitória da carreira, ao vencer por 6-4, 4-6 e 6-2.

Num primeiro set feito de vários breaks, Jorge teve de ser persistente e ao lutar até ao fim acabou recompensada, com o ténis ofensivo e inteligente que praticou a resultar num adiantar no marcador. A espanhola, vencedora do Porto Open na última edição jogada em terra batida (2018, no Clube de Ténis do Porto), libertou a frustração numa raquete e partiu para a luta, conseguindo distanciar-se rapidamente num parcial em que, quando a portuguesa despertou para a luta, a vantagem já era demasiado grande: de 5-1 abaixo, a tenista “da casa” ainda conseguiu reduzir para 5-4, mas Bucsa segurou-se ao set para forçar uma partida decisiva.

E aí Francisca Jorge esteve praticamente irrepreensível: com uma entrada de rompante, a jogadora do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis conquistou cinco jogos consecutivos, ficando com margem suficiente para permitir uma ligeira recuperação da adversária e ainda selar confortavelmente o triunfo, o primeiro da carreira frente a uma jogadora (bem dentro) do top 200 mundial.

Campeã de três ITFs de 15 mil dólares em Lousada, dois no final de 2018 e outro em 2019, e finalista de outro em Montemor-o-Novo, em 2019, Francisca Jorge vai jogar, no Porto Open, a quinta final de singulares da carreira e a primeira em torneios de 25 mil dólares. Do outro lado da rede, a tenista natural de Guimarães terá ou a espanhola Georgina Garcia-Perez (228.ª), ou a brasileira Beatriz Haddad Maia (439.ª).

Total
7
Shares
Total
7
Share