Chuva interrompe e adia quartos de final (e não só…) do Porto Open

PORTO — As previsões assim apontavam e confirmaram-se: a chuva interrompeu e adiou todos os encontros previstos para esta sexta-feira no Complexo Desportivo do Monte Aventino, pelo que a jornada de sábado do Porto Open será dupla para a maioria — e tripla para alguns.

Num dia marcado por condições agrestes, a chuva adiou por cinco horas o início dos encontros (os primeiros estavam previstos para as 11h) e quando finalmente foram feitos os primeiros serviços a qualidade de jogo foi significativamente prejudicada pelas fortes e constantes rajadas de vento, como bem sentiu Francisca Jorge (581.ª WTA): a tetracampeã nacional foi a única portuguesa a entrar em campo, e depois de um primeiro set muito difícil estava a caminho da recuperação: o encontro com a espanhola Andrea Lazaro Garcia (285.ª) foi interrompido a 1-6, 2-1 e vantagem para a número um lusa no seu jogo de serviço.

Ao contrário da vimaranense, Tiago Cação (543.º ATP) e Nuno Borges (544.º), que vão discutir um lugar nas meias-finais, não chegaram a entrar em court, situação semelhante a Gastão Elias (o 507.º da tabela, que defronta o japonês Shuichi Sekiguchi, 276.º). Na verdade, apenas os encontros femininos se iniciaram — e continua a haver um da segunda ronda por concluir: o de Marina Bassols Ribera (379.ª) com Beatriz Haddad Maia (439.ª), que já na quinta-feira tinha sido interrompido devido ao mau tempo e voltou a ser adiado (com o resultado a 5-7, 5-4 e serviço para a espanhola).

No sábado, os primeiros encontros vão ser realizados logo às 10h e todos os vencedores terão de regressar ao campo para cumprirem os encontros das meias-finais, sendo que outros terão, ainda, duelos de pares para disputar.

[o artigo será atualizado quando a ordem de jogos for divulgada]
Total
3
Shares
Total
3
Share