Não era fácil e não foi fácil: Maria Inês Fonte travada pela segunda cabeça de série no Porto Open

PORTO — O sorteio já tinha deixado claro que Maria Inês Fonte ia sentir muitas dificuldades no encontro de estreia no Porto Open e dentro do court as previsões confirmaram-se, com a tenista maiata a ser travada por uma das principais candidatas ao título (e ex-campeã).

Vinda diretamente de Roland-Garros, a espanhola Cristina Bucsa (número 155 do ranking mundial) não perdeu tempo e, depois de um longo dia à espera, afastou a campeã nacional de juniores por 6-0 e 6-0 em apenas 40 minutos.

Como o resultado indica, foi um encontro de sentido único: à portuguesa de 18 anos nada correu bem e, assim, tornou-se impossível procurar fragilidades no jogo da espanhola, campeã em 2018, que bem à sua imagem cometeu pouquíssimos erros e aproveitou todas as falhas de Fonte para dilatar a vantagem.

Com a derrota de Maria Inês Fonte, a representação portuguesa no quadro principal de singulares feminino do Porto Open fica exclusivamente a cargo da tetracampeã nacional Francisca Jorge, que joga na quinta-feira o encontro da segunda ronda. Também esta quarta-feira, Inês Murta deu muita luta à primeira cabeça de série e não andou longe de forçar um terceiro set, mas acabou eliminada.

Total
2
Shares
Total
2
Share