Djokovic ultrapassa Sampras e já só tem um jogador à frente: Federer

Novak Djokovic já assumiu publicamente ter como dois objetivos principais para o que resta da carreira ultrapassar dois registos que pertencem a Roger Federer. E se o de mais títulos em torneios do Grand Slam sofreu um golpe surpreendente no US Open, o de mais semanas passadas no topo do ranking ATP está cada vez mais perto.

Esta segunda-feira, o jogador sérvio chegou às 286 semanas como número um  do mundo e ultrapassou o registo do norte-americano Pete Sampras, que ao longo da carreira passou 285 semanas na mesma condição.

À sua frente, Novak Djokovic tem agora apenas um jogador: Federer, que contabiliza 310 semanas no topo da hierarquia individual.

Caso consiga segurar a primeira posição, o sérvio chegará às 310 semanas de Federer no dia 1 de março de 2021, podendo estabelecer um novo recorde na semana seguinte, a 8 de março.

Há, no entanto, um recorde que pertence ao suíço e dificilmente será alcançado nos próximos anos: o de mais semanas passadas de forma consecutiva no topo do ranking. São 237, um número bem superior ao do segundo melhor registo (Jimmy Connors, com 160). Atrás do norte-americano surge Ivan Lendl (com 157) e só depois Djokovic (com 122), enquanto Rafael Nadal é o 11.º dessa lista, com 56 semanas seguidas.

Total
2
Shares
Total
2
Share