Ruud novamente em mares nunca dantes navegados — e agora vem aí Djokovic

Sete meses depois de se ter tornado no primeiro norueguês a conquistar um título no circuito ATP, num dia de emoções contrastantes para Portugal, Casper Ruud voltou a escrever uma importante página da história do ténis no seu país ao inscrever o nome nas meias-finais do Internazionali BNL d’Italia, em Roma.

Aos 21 anos, o norueguês deitou por terra as esperanças da casa ao dar a volta a Matteo Berrettini (o único italiano apurado para os quartos de final) para vencer por 4-6, 6-3 e 7-6(5) depois de desperdiçar uma vantagem de 3-1 no parcial decisivo e de recuperar de 3-5 no tie-break.

Como “prémio” pela primeira chegada às meias-finais de um Masters 1000, Casper Ruud terá um dos maiores desafios do ténis mundial: vai defrontar Novak Djokovic, número um do mundo que este sábado colocou um travão na campanha de sonho de Dominik Koepfer (começou a semana no qualifying), mas só depois de lutar muito: precisou de 2h21 para derrotar o alemão por 6-3, 4-6 e 6-3 com uma exibição que não encantou.

Total
1
Shares
Total
1
Share