Osaka regressa às meias-finais do US Open e defronta perigosa Brady

A japonesa Naomi Osaka, campeã em 2018, está de volta às meias-finais do US Open. A número nove mundial bateu Shelby Rogers (93.ª WTA), por 6-3 e 6-4, e marcou encontro com uma das tenistas mais perigosas da atualidade: Jennifer Brady (41.ª).

O primeiro serviço da nipónica não esteve na melhor das formas no duelo dos quartos de final. Osaka colocou menos de 50% das primeiras bolas, mas ainda assim perdeu apenas 12 pontos a servir e não teve grandes dificuldades perante uma Rogers muito errática (27 erros não-forçados durante o encontro).

Assim, mesmo quando desperdiçou a vantagem de um break no jogo a seguir a tê-la ganho, Osaka manteve a calma e avançou para um segundo break, que lhe garantiu a conquista do primeiro parcial.

No segundo set, Osaka cometeu apenas três erros de um total de oito. A melhor cotada conseguiu quebrar o serviço de Rogers logo nos primeiros jogos e manteve-se sólida até vencer o último ponto e confirmar o triunfo.

A meia-final que se avizinha marca o terceiro encontro entre Naomi Osaka e Jennifer Brady. A norte-americana venceu no ITF de New Braunfels, em 2014, por 6-4 e 6-4. Mais tarde, em 2018, Osaka devolveu os parciais na terra batida de Charleston e igualou o confronto direto.

Total
2
Shares
Total
2
Share