Maria Inês Fonte travada por top 300 no Figueira da Foz International Ladies Open

FIGUEIRA DA FOZ — Chegou ao fim a participação da comitiva portuguesa no quadro principal de singulares do Figueira da Foz International Ladies Open: depois de Inês Murta, na terça-feira, e Francisca Jorge, já esta quarta-feira, também Maria Inês Fonte (909.ª WTA) foi travada na eliminatória inaugural.

Com muito pouca sorte no sorteio, a jovem portuguesa de 18 anos teve de enfrentar a britânica Jodie Anna Burrage (289.ª) — sexta cabeça de série, que na semana anterior, em Montemor-o-Novo, foi vice-campeã de singulares e pares. Apesar da difícil tarefa, a jogadora do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis conseguiu colocar-lhe algumas dificuldades no início de cada parcial, mas a resistência terminou com a cedência do primeiro break e a mais experiente das duas acabou por vencer por 6-2 e 6-1, em 59 minutos.

Com a derrota desta quarta-feira, Maria Inês Fonte despede-se da edição de 2020 do ITF da Figueira da Foz, uma vez que no dia anterior, ao lado da espanhola Celia Cervino Ruiz, já tinha sido afastada na variante de pares.

Assim, Inês Murta passa a ser a única representante nacional ainda em prova — depois da derrota em singulares, a algarvia conseguiu vencer o encontro de pares, com a sueca Jacqueline Cabaj Awad, e na quinta-feira vai jogar os quartos de final.

[WC] MARIA INÊS FONTE (POR) vs. [6] Jodie Anna Burrage (GBR), 1R Figueira da Foz International Ladies Open:

Publicado por Raquetc em Quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Total
3
Shares
Total
3
Share