Barty não viaja para a Europa e falha Roland Garros

A australiana Ashleigh Barty, atual número um mundial, anunciou que não vai defender o título conquistado em 2019 em Roland Garros. A líder do ranking WTA revelou, em comunicado, que não vai sequer viajar para a Europa.

Depois de dizer que a decisão não foi tomada “de ânimo leve”, Barty explicou que a pandemia de Covid-19 e o facto de não poder ter feito a preparação com o seu treinador pesaram na decisão.

“Existem duas razões para a minha decisão. A primeira são os riscos para a saúde que ainda existem com a Covid-19. A segunda tem a ver com a minha preparação, que não tem sido a ideal sem poder trabalhar com o meu treinador devido às fronteiras entre estados estarem fechadas”, pode ler-se no comunicado.

A desistência de Ashleigh Barty deixa desde logo a garantia de que Roland Garros vai ter uma nova campeã este ano. Quanto à australiana, parece cada vez mais certo que só volta ao circuito em 2021.

Total
2
Shares
Total
2
Share