Ainda não foi desta: Pedro Sousa afastado na primeira ronda do US Open

Beatriz Ruivo/FPT

O lisboeta Pedro Sousa entrou esta segunda-feira em court com o objetivo de conseguir a primeira vitória da carreira em quadros principais de torneios do Grand Slam. O bom arranque fazia prever que podia ser desta, mas o número dois nacional não conseguiu dar continuidade e acabou derrotado por Mitchell Krueger (198.º), pelos parciais de 3-6, 6-2, 7-5 e 6-3.

O primeiro set foi muito equilibrado, com ambos a fazer do serviço a principal arma e a mostrarem-se muito concentrados. Pedro Sousa ainda ameaçou o break logo ao segundo jogo, mas só o haveria de conseguir na reta final do parcial. A quebra de serviço chegou em excelente altura e deixou o português a servir para a conquista do set. Com um jogo de serviço bem conseguido, o tenista de 32 anos adiantou-se no marcador.

A vitória no primeiro parcial poderia ter embalado o atleta luso para um encontro mais tranquilo. No entanto, o segundo set mostrou que Krueger ainda tinha muito para dar. O norte-americano ameaçou o break na primeira vez que Pedro Sousa esteve ao serviço e, à segunda, acabou mesmo por consegui-lo. Com uma vantagem de 4-1, Krueger não deixou que Pedro Sousa chegasse perto de recuperar a desvantagem. O mais próximo que o lisboeta esteve de o fazer foi quando conseguiu levar o sétimo jogo às vantagens, mas não conseguiu dar o passo que faltava.

Depois de um set menos conseguido, Pedro Sousa recuperou a concentração e entrou muito bem na terceira partida. A tentar controlar os pontos do fundo do court e a servir a bom nível, o número 110 mundial chegou ao break ao quinto jogo e parecia no bom caminho para recuperar a vantagem no marcador. Contudo, o jogo de serviço que se seguiu foi um desastre e a vantagem conseguida foi de imediato desperdiçada pelo lisboeta, que veio a ceder novamente o serviço pouco depois. A servir a 5-3, Krueger chegou a dispor de um set point mas acabou também por perder o jogo de serviço. Porém, o norte-americano voltou ao ataque quando o tiebreak já espreitava e, ao terceiro set point, confirmou a reviravolta no encontro.

Os serviços voltaram a estar afinados na fase inicial da quarta partida e nenhum dos dois dava sinal de quebra. Ao quinto jogo, Pedro Sousa chegou a dispor de um break point mas não conseguiu capitalizar. De volta ao serviço, Sousa alternou entre grandes pontos e erros não-forçados. Um belo winner de direita ainda salvou um primeiro break point, mas mais dois erros não-forçados consecutivos foram fatais e ditaram o fim das aspirações do segundo melhor tenista português da atualidade.

Com o afastamento de Pedro Sousa, as cores nacionais ficam agora representadas apenas pelo número um português, João Sousa. O vimaranense vai a jogo ainda na jornada desta segunda-feira, frente ao norte-americano Michael Mmoh (186.º). O encontro tem transmissão em direto no Eurosport 2.

Total
3
Shares
Total
3
Share