Gonçalo Oliveira sagra-se vice-campeão de pares em Praga

- Gonçalo Oliveira

Depois de uma caminhada de sucesso até à grande final, o português Gonçalo Oliveira não conseguiu dar o último passo rumo ao título de pares no Challenger de Praga, o segundo em semanas consecutivas na capital da República Checa. Ao lado do sueco Andre Goransson, o portuense foi derrotado na final pela dupla composta por Sander Arends David Pel, com os parciais de 7-5 e 7-6(5).

A final colocou frente a frente os terceiros e os quartos cabeças de série. Oliveira e Goransson, melhores cotados, começaram melhor e foram os primeiros a conseguir o break. A boa entrada da dupla luso-sueca, que venceu quatro dos primeiros cinco jogos, fazia antever uma vitória no primeiro parcial. Contudo, Arends/Pel tiveram outras ideias e venceram quatro jogos de forma consecutiva – dois no serviço dos adversários – para se colocarem na posição de servir a 5-4 para concluir o set.

Na hora da verdade, os menores cotados – que chegaram a ter um set point – vacilaram e Oliveira/Goransson conseguiram o contra break. Contudo, nem tiveram tempo de celebrar, uma vez que voltaram a ceder o serviço no jogo seguinte. À segunda tentativa, Arends/Pel conseguiram, ainda que com dificuldades, fechar o parcial.

A parada e resposta prolongou-se na segunda partida. Logo a abrir, os dois pares trocaram breaks antes de conseguirem garantir os primeiros jogos de serviço. Com o resultado em 2-2, Arends/Pel quebraram o serviço de Oliveira/Goransson para chegar ao 3-2 e o fim do encontro parecia estar perto. No entanto, os terceiros pré-designados usaram o gás que ainda sobrava no tanque para recuperar o break de atraso e levar o jogo para o tiebreak.

No desempate, Oliveira/Goransson deram um passo em frente na tentativa de forçar o terceiro set quando chegaram ao mini break e se adiantaram por 4-2. No entanto, a dupla luso-sueca não voltou a vencer um ponto ao serviço e acabou mesmo por ceder o encontro, já depois de terem salvo um primeiro match point.

Para Gonçalo Oliveira, este seria o terceiro título de pares na categoria Challenger na presente temporada. Em termos de ranking, o tenista natural do Porto vai descer uma posição na variante de pares, onde na próxima segunda-feira vai surgir como 78.º classificado, por troca com… Sander Arends.

Total
2
Shares
Total
2
Share