He still has it: Murray vence Zverev e marca encontro com Raonic

Peter Staples/ATP Tour

“Depois da tempestade, vem a bonança”. A tempestade de Andy Murray foi longa, muito longa, e ameaçou mesmo a carreira do britânico. Mas esta segunda-feira, o tenista de 33 anos deu uma prova de que ainda é capaz, ao vencer o alemão Alexander Zverev (7.º ATP) por 6-3, 3-6 e 7-5, numa batalha que durou duas horas e 32 minutos e que valeu ao britânico o apuramento para a terceira ronda do Western & Southern Open.

A inteligência de Andy Murray foi uma constante ao longo de todo o encontro. O atual 134.º colocado do ranking ATP leu o serviço de Zverev na perfeição durante todo o primeiro set e procurou castigar o segundo “saque” do germânico. A pressão imposta por Murray resultou no break ao quarto jogo e o tenista de 33 anos agarrou-se a essa vantagem para conquistar o parcial.

O segundo parcial arrancou com Murray novamente ao ataque e a descobrir dois break points logo no primeiro jogo. No entanto, um Zverev mais sólido e que perdeu apenas um ponto com o primeiro serviço conseguiu o break na reta final do set e empurrou o encontro para uma terceira partida.

O último set foi um verdadeiro thriller de ténis. Murray quebrou primeiro e chegou ao 4-1, mas viu Zverev agigantar-se e vencer quatro jogos consecutivos para inverter o resultado para 5-4. A servir para fechar o encontro, o alemão foi traído pelo serviço. Zverev cometeu três duplas faltas e Murray aproveitou para devolver o break e igualar o set (5-5).

De volta ao serviço, o britânico venceu o jogo de forma tranquila e colocou a pressão do lado de Zverev. O alemão não aguentou, fez mais duas duplas faltas e viu Murray voltar a ler o serviço na perfeição. O ex-número um mundial castigou Zverev e fechou com chave de ouro um encontro em que mostrou que ainda está para as curvas.

Desde 2017 – antes de passar por todo o calvário – que Murray não vencia um tenista com um ranking tão alto. Na terceira ronda, o britânico vai defrontar o canadiano Milos Raonic (30.º). O confronto direto é favorável a Andy Murray, que venceu 12 dos 16 confrontos com Raonic.

Total
4
Shares
Total
4
Share