Francisca Jorge vice-campeã de pares no regresso do circuito ITF

Beatriz Ruivo/FPT

OEIRAS — Francisca Jorge esteve perto, mas não conseguiu agarrar o troféu mais desejado e terminou como vice-campeã de pares da Oeiras Magnesium-K Active Cup, o ITF de 15 mil dólares que assinala o regresso do circuito ITF cinco meses depois da pandemia ter interrompido todas as competições.

A jogadora portuguesa de 20 anos voltou a formar parceria com Olga Parres Azcoitia, espanhola com quem já venceu três torneios (todos em Portugal), e foi travada no encontro decisivo por Eva Guerrero Alvarez e Diane Parry, que triunfaram por 7-6(1) e 6-0 ao fim de 1h30.

[2] FRANCISCA JORGE (POR) e Olga Parres Azcoitia (ESP) vs. Eva Guerrero Alvarez (ESP) e Diane Parry (FRA), FINAL de pares da Oeiras Magnesium-K Active Cup:

Publicado por Raquetc em Sábado, 22 de agosto de 2020

Na final deste sábado, Jorge e Azcoitia não entraram bem e viram-se rapidamente a perder por 5-0, mas conseguiram recuperar e igualar o parcial. Só que no tie-break o desenrolar do encontro voltou a sorrir a Guerrero e Parry, que já não voltaram a perder terreno.

“É muito positivo o único torneio ITF desta primeira semana do regresso ser em Portugal e aqui no CETO, onde somos sempre muito bem recebidas. Quero agradecer à organização, a todos os envolvidos e àqueles que nos vieram apoiar num sábado à tarde. E tenho de agradecer à minha parceira por me aturar mais uma vez. Já estamos habituadas a jogar juntas, hoje não fomos felizes, mas mais semanas virão e que a próxima nos corra melhor. Estou muito contente por estar de volta”, resumiu a melhor tenista portuguesa da atualidade, que procurava o quinto título de pares da carreira no circuito internacional.

No domingo, a edição de 2020 da Oeiras Magnesium-K Active Cup conclui-se com a grande final de singulares: a dinamarquesa Clara Tauson, ex-número um mundial de juniores, vai medir forças com a espanhola Maria Gutierrez Carrasco a partir das 11h30, um encontro com transmissão Raquetc.

Total
5
Shares
Total
5
Share