Matilde Jorge perde com ex-número um mundial de juniores e deixa Oeiras sem portuguesas

Beatriz Ruivo/FPT

OEIRAS — Chegou ao fim a representação portuguesa no quadro principal de singulares da Oeiras Magnesium-K Active Cup, com Matilde Jorge a ser travada por Clara Tauson, a dinamarquesa de 17 anos que já foi número 1 do Mundo em juniores e está próxima de se estrear no top 200 do ranking WTA.

Um dia depois de ter agarrado uma vitória que lhe permitiu entrar pela primeira vez na tabela classificativa do circuito mundial feminino, a jogadora vimaranense de 16 anos não conseguiu contrariar o poder de fogo da nova estrela do ténis dinamarquês, que venceu por 6-0 e 6-3 em 57 minutos.

Apesar da tenra idade, Tauson já reúne atenções em todos os torneios por onde passa e o seu currículo no circuito ITF já conta com seis troféus de campeã, dois deles em provas W60 (equivalentes ao circuito Challenger ATP).

Em Oeiras, a dinamarquesa procura o segundo troféu do ano (venceu em Glasgow antes da época ser interrompida) e mais pontos que lhe permitam entrar pela primeira vez no top 200 — esta semana ocupa a 212.ª posição, estando a 18 pontos dessa meta.

Nos quartos de final, a quarta cabeça de série terá como adversária Qinwen Zheng. Na manhã desta quinta-feira, a chinesa superou a suíça Sebastianna Scilipoti, por 6-2, 1-6 e 6-0.

Já sem representantes no quadro de singulares, Portugal deposita todas as expetativas nos pares: Francisca Jorge, a número um nacional, já está nas meias-finais, ao lado de Olga Parres Azcoitia.

Total
10
Shares
Total
10
Share