Matilde Jorge arrasa em Oeiras e assegura a estreia no ranking WTA

Beatriz Ruivo/FPT

OEIRAS — Aí está a primeira vitória portuguesa: convidada pela organização, Matilde Jorge entrou com tudo no quadro principal de singulares da Oeiras Magnesium-K Active Cup para se tornar na primeira jogadora “da casa” a inscrever o nome na segunda eliminatória, um resultado que lhe assegura a estreia no ranking WTA.

A disputar o primeiro torneio internacional da temporada, a jovem vimaranense de 16 anos reagiu da melhor forma possível à prova de confiança da organização e arrasou a qualifier Helene Pellicano, de Malta e 1180.ª classificada WTA, ao vencer com os parciais de 6-2 e 6-1 e 1h13.

A vitória desta quarta-feira foi a terceira de Matilde Jorge em torneios da Federação Internacional de Ténis (já tinha ultrapassado as primeiras rondas em Santarém e Lousada, no final de 2019) e permite-lhe preencher os requisitos necessários para se estrear pela primeira vez na tabela mundial do circuito feminino.

Para terem ranking WTA, as jogadores precisam de ultrapassar uma ronda em três torneios diferentes ou somar 10 pontos (equivalente à conquista do título) num evento.

“Estou muito contente por ter conseguido o meu terceiro ponto e por entrar no ranking. Tive mérito em ganhar, hoje joguei bem, foi superior e consegui uma boa vitória. Não estava com a pressão de ganhar para conquistar o ponto, mas sabia que se o fizesse atingia este objetivo e estou muito feliz”, revelou Matilde Jorge, que faz parte da equipa do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis.

Em sentido contrário, Francisca Jorge, Inês Murta, Maria Inês Fonte e Sara Lança ficaram todas pelo caminho na primeira ronda de singulares da Oeiras Magnesium-K Active Cup, ficando apenas a faltar a conclusão do encontro de Ana Filipa Santos.

Atualizado às 21h22.

Total
11
Shares
Total
11
Share