Ainda não totalmente recuperado, Grigor Dimitrov recorda: “O vírus foi duro comigo”

Grigor Dimitrov -
Fotografia: Angel Martinez

O búlgaro Grigor Dimitrov está totalmente recuperado da Covid-19 e já regressou aos courts, tendo sido afastado com dois desaires no UTS, em França. Em declarações ao Tennis Majors, o tenista recordou tudo aquilo que viveu durante o período em que esteve infetado.

“O vírus foi duro comigo, fiquei em casa cerca de um mês. Estava cansado, com todos os sintomas que possam imaginar, por isso não foi divertido”, começou por dizer. Dimitrov, que contraiu o novo coronavírus durante o Adria Tour, há cerca de cinco semanas, disse ainda ter “sorte por poder estar no court nesta altura”.

Em relação à sua evolução no regresso à competição, o tenista de 29 anos nota que “a movimentação está a ficar melhor” e, apesar de considerar que “tudo está a ir no caminho certo”, reconhece que “ainda assim não é fácil recuperar”.

O estado físico em que se encontra foi outro dos aspetos abordados por Dimitrov, desta feita em declarações ao L’Équipe. O número 19 mundial revelou que perdeu muito peso e que também viu a sua condição física piorar. Por tudo isto, o US Open deverá ser uma carta fora do baralho.

“Existem muitas perguntas e poucas respostas para todos. Para mim, existe também o aspeto físico. Mentalmente, eu podia [jogar o US Open]. Mas recuperar três quilos em peso durante três semanas, jogar Cincinnati e o US Open em cinco sets… parece-me ser um cenário um pouco ambicioso”, disse, antes de concluir: “Existem dias em que estou bem e consigo treinar durante muito tempo e existem outros em que estou muito cansado”.

Total
4
Shares
Total
4
Share