Inês Murta: “Estou orgulhosa pela forma como estou a assumir o jogo”

Beatriz Ruivo/FPT

PORTOInês Murta continua a adicionar vitórias ao registo pós-quarentena e na manhã deste sábado qualificou-se para a final de singulares do Campeonato Nacional Absoluto/Taça Guilherme Pinto Basto, onde vai enfrentar, pela quarta semana consecutiva, Francisca Jorge.

Depois de mais uma vitória tranquila, assinada contra Maria Inês Fonte, a jogadora algarvia de 23 anos fez uma análise positiva ao momento de forma que atravessa: “Sinto-me bem e com boas sensações. Estou com bastante ritmo, a jogar com uma boa mentalidade e uma boa atitude. Sinto que as coisas vêm mais naturalmente por já ter jogado muitos encontros e estou muito contente.”

Sobre o desenrolar do encontro, Murta considerou que “ela entrou bastante bem, enquanto eu tentei começar ativa mas não consegui ser tanto quanto queria e a minha bola não estava a ‘picar’ tanto. Mas ao longo do primeiro set consegui pôr a bola a andar mais, fui mais agressiva e isso fez a diferença.”

Apesar de estar apurada para a decisão de singulares do Campeonato Nacional Absoluto pela terceira vez, Inês Murta está sobretudo satisfeita com a evolução que tem verificado. “Sinto-me sobretudo orgulhosa pela parte mental, pela maneira como estou a comportar-me dentro do campo e a assumir o jogo. Sinto que estou a lidar bem com os nervos e com o favoritismo e estou orgulhosa.”

Total
4
Shares
Total
4
Share