Déjà vu: Francisca Jorge alcança quarta final consecutiva no Campeonato Nacional

Beatriz Ruivo/FPT

PORTO — Não há como enganar: Francisca JorgeInês Murta são as duas jogadoras portuguesas em melhor forma e vão medir forças numa final pela quarta semana consecutiva, agora no Campeonato Nacional Absoluto/Taça Guilherme Pinto Basto.

A primeira a seguir em frente foi a algarvia, que passou pelo primeiro grande teste da semana com distinção, e pouco depois seguiu-se a vimaranense. Tricampeã em título, Francisca Jorge (579.ª do ranking WTA) confirmou o favoritismo e afastou a quarta cabeça de série, Ana Filipa Santos (1141.ª WTA e número 1 do ranking FPT), em duas partidas, com os parciais de 6-4 e 6-1.

Aos 20 anos, a jovem natural de Guimarães está pela quarta época consecutiva apurada para a final de singulares do Campeonato Nacional Absoluto: em 2017 derrotou Maria João Koehler na Beloura Tennis Academy, em Sintra; em 2018 impôs-se a Maria Inês Fonte no Clube de Ténis do Porto; e em 2019 derrotou a irmã, Matilde Jorge, na Quinta Magnólia, no Funchal.

A separá-la do quarto título de campeã nacional, Francisca Jorge tem uma jogadora que também sabe o que é disputar a final do Campeonato Nacional Absoluto — mas que ainda procura o primeiro título. Inês Murta foi vice-campeã em 2014 e 2015, na terra batida do CIF, mas tem do seu lado os resultados das últimas semanas: depois de perder a primeira final do Circuito Sénior FPT, na Vale do Lobo Tennis Academy, a algarvia desforrou-se no Lisboa Racket Centre e voltou a levar a melhor no tira-teimas que aconteceu no Tennis Club da Figueira da Foz, no último fim de semana.

A final entre Francisca Jorge e Inês Murta está marcada para as 14h30 de domingo e será transmitida em direto na Sport TV 4. Depois, segue-se a decisão masculina — entre Frederico Silva ou Tiago Cação e Nuno Borges ou João Monteiro.

Total
5
Shares
Total
5
Share