Francisca Jorge chega à segunda final consecutiva no Circuito Sénior FPT

Beatriz Ruivo/FPT

LISBOAFrancisca Jorge chegou ao Lisboa Racket Centre como a grande candidata à vitória e este sábado voltou a confirmar esse favoritismo dentro do court, ao somar o 11.º triunfo consecutivo para alcançar a grande final.

Com 20 anos, a melhor tenista portuguesa da atualidade (número 579 mundial) voltou a impôr-se sobre a amiga e companheira de treinos Maria Inês Fonte (a 921.ª classificada no ranking WTA, que tal como ela treina no Centro de Alto Rendimento), desta vez com os parciais de 6-2 e 6-2.

Numa manhã menos ventosa do que as anteriores, Francisca Jorge esteve sempre no comando das operações. Mais agressiva e, sobretudo, com menos erros não forçados em comparação com a adversária, a vimaranense saiu por cima de uma troca de cinco breaks consecutivos e voltou à carga no serviço de Fonte no momento de fechar o parcial. Depois, entrou “de rompante” na segunda partida e conseguiu tirar partido do vento que se levantou para controlar ainda mais o encontro, mas relaxou e permitiu o contra-break quando já liderava por 4-0. A reação foi, no entanto, sol de pouca dura, com a mais cotada das duas jogadoras a recuperar o controlo da situação para seguir tranquilamente para mais uma vitória.

E por falar em vitórias, a deste sábado foi a 11.ª consecutiva de Francisca Jorge, que desde a retoma da atividade competitiva já venceu o Open de Oeiras (precisamente frente a Fonte) e a primeira etapa do Circuito Sénior FPT, na Vale do Lobo Tennis Academy, em Loulé.

No encontro decisivo, a jogadora natural de Guimarães pode reencontrar a adversária da semana passada: Inês Murta, segunda cabeça de série, vai medir forças com Ana Filipa Santos, quarta, no penúltimo encontro da jornada (por volta das 14h).

Total
4
Shares
Total
4
Share