Duarte Vale: “Quando começas a ver as adversidades como oportunidades tudo fica mais fácil”

Beatriz Ruivo/FPT

LISBOADuarte Vale já soma 10 vitórias consecutivas na retoma da atividade e as últimas duas valeram-lhe um lugar nas meias-finais do segundo torneio do Circuito Sénior FPT. Para além do sucesso dentro do court, o jogador natural de Cascais também tem impressionado com um discurso pautado pela ambição.

“Ganhar estes jogos duros é importantíssimo para a confiança. Foi uma luta ‘do caneco’ que podia ter caído para qualquer lado. Consegui continuar a lutar, nunca me fui abaixo e obviamente sabe muito bem ganhar um encontro destes”, referiu logo após inverter a desvantagem de um set para afastar Tiago Cação e chegar às meias-finais no Lisboa Racket Centre.

Tal como nos restantes encontros da semana, também neste o vento desempenhou um fator crucial, mas para o ex-top 15 mundial de juniores e atual top 15 do circuito universitário norte-americano todas as adversidades são oportunidades para continuar a evoluir: “É sempre difícil [jogar com o vento]. Se calhar antes do jogo começar penso nisso, mas assim que começa tento perceber como é que posso ganhar vantagem, não fico numa de me queixar porque é igual para os dois e não vale a pena perder tempo com isso. Só tenho de pensar no que é que posso fazer para tomar partido do vento.”

“Quando começas a conseguir ver as adversidades como coisas boas, em vez de ficar zangado, tudo fica mais fácil. Em vez de me queixar penso que tenho uma oportunidade de jogar bem com o vento, de aprender a jogar melhor com o vento. Se não estou a sentir a direita posso ganhar um jogo com outras coisas. Acho que quando começas a ter essa mentalidade lidas melhor com as adversidades e tornas-te mais positivo. E é isso que eu tento fazer”, acrescentou, dois dias depois de já ter referido que quer ser “o jogador com a melhor atitude.”

A separá-lo da grande final, Duarte Vale tem um entusiasmante duelo marcado ou com Frederico Silva, ou com Nuno Borges (defrontam-se ainda esta sexta-feira) — e não espera facilidades de nenhum lado. “Aqui espero sempre um grande jogo, portanto não tenho preferências. Quero focar-me em mim, jogar o melhor que posso e ter a melhor atitude possível. Depois se quem estiver do outro lado da rede jogar melhor do que eu, jogou melhor do que eu.”

Total
6
Shares
Total
6
Share