Francisca Jorge vence duelo entre favoritas e conquista o primeiro torneio do Circuito Sénior FPT

LOULÉ — Não houve espaço para surpresas no último encontro do quadro principal feminino do torneio inaugural do novo Circuito Sénior FPT: numa final entre as duas favoritas, Francisca Jorge — número um portuguesa e 579.ª WTA — derrotou Inês Murta — a número dois e 645.ª do ranking mundial — para ficar com o título.

Na decisão deste domingo, a jogadora vimaranense (20 anos) derrotou a vila-realense (23) em duas partidas, pelos parciais de 6-4 e 7-6(2).

Com uma entrada agressiva no encontro, Jorge conseguiu responder muito bem ao serviço que na véspera tinha apontado como uma das grandes armas da adversária — e fez não um break, logo ao primeiro jogo, mas dois, para chegar rapidamente a uma vantagem de 4-1. Mas Murta conseguiu reagir e depois de um início marcado por alguma frustração encontrou a confiança e de forma destemida venceu três jogos consecutivos para igualar o encontro.

No entanto, uma dupla falta e um amortie demasiado curto da parte da algarvia traíram-lhe a recuperação, acabando por ser a jogadora do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis a vencer os dois jogos seguintes para se adiantar na final.

O segundo parcial começou melhor para Inês Murta, que apesar de ter enfrentado um ponto de break logo ao terceiro jogo conseguiu segurar o serviço e fazer a diferença no de Francisca Jorge, logo a seguir. Só que a vimaranense voltou a ser muito rápida a reagir e tão depressa fez o contra-break como segurou o serviço e voltou à carga, conseguindo vencer mais um jogo no “saque” da adversária logo a seguir para agarrar pela primeira vez a liderança do parcial. Chamada a servir para o encontro, a número um portuguesa não levou avante a iniciativa e só no tie-break, já depois de salvar dois set points, conseguiu gritar vitória.

“Comecei muito bem e senti nas pancadas dela que entrou mais nervosa, mas depois aumentou a competitividade e aí eu comecei a sentir mais a pressão de querer dominar os pontos, mas no final do set consegui ser mais agressiva e sair vencedora. No segundo ela já começou mais tranquila, eu quis fazer e mostrar mais e acabou por não ser o melhor. No final do set tentei tranquilizar-me ao máximo e quando enfrentei dois set points a 6-5 fui fria ao ponto de conseguir controlar as emoções e dar a volta ao resultado. No tie-break agarrei-me a todos os pontos e consegui”, analisou, em direto à Sport TV.

A vitória deste domingo traduz-se no segundo título em duas semanas para Francisca Jorge, que no fim de semana passado regressou da melhor forma possível à competição depois de mais de três meses de paragem, ao vencer o Open de Oeiras, no Clube Escola de Ténis de Oeiras (CETO).

Na próxima semana, o novo Circuito Sénior da Federação Portuguesa de Ténis segue para o Lisboa Racket Centre, onde entre 29 de junho e 5 de julho se joga a segunda de três etapas — a terceira será na Figueira da Foz, seguida do Campeonato Nacional Absoluto.

Última atualização às 16h59.

Total
9
Shares
Total
9
Share