Pai de Djokovic ataca Dimitrov, que é defendido pelo agente: “Os organizadores são responsáveis pelas regras e segurança”

O verniz está a estalar cada vez mais e o escândalo do surto de coronavírus no Adria Tour chegou à fase onde acusações começam a ser trocadas. Nesse departamento, o pai de Novak Djokovic, Srdjan, atirou a primeira pedra na direção de Grigor Dimitrov.

“Ele [Dimitrov] veio doente sei lá de onde e tudo isto aconteceu. Ele causou grandes danos [na imagem] ao Novak e à família na Croácia e na Sérvia”, afirmou o pai do número um mundial, em declarações a uma estação televisiva croata. A resposta, no entanto, não demorou e chegou pelas palavras do agente do búlgaro.

Georgi Stoimenov, representante do tenista búlgaro, emitiu uma nota oficial onde atribuiu a responsabilidade pelas regras e pela segurança aos organizadores. Para além disso, Stoimenov desmentiu a notícia de que Dimitrov se teria recusado por duas vezes a fazer o teste de despiste à Covid-19, afirmando que em momento algum foi requerida ou oferecida ao tenista a possibilidade de realizar o teste.

“O Grigor chegou a Belgrado depois de três meses de completo isolamento. Nem em Belgrado nem em Zadar, na Croácia, lhe foi oferecido ou requerido um teste ao coronavírus. Os organizadores do evento são os únicos responsáveis pela segurança do torneio e por criarem regras que devem ser seguidas. O Grigor respeitou estritamente todas as regras impostas pelos organizadores do torneio e as leis e regulações existentes ao cruzar as fronteiras entre Bulgária, Sérvia e Croácia”, pode ler-se.

O Adria Tour continua nas bocas do mundo por se ter tornado num foco de contágio para o novo coronavírus. Grigor Dimitrov foi o primeiro tenista a testar positivo, mas logo se seguiram Borna Coric, Viktor Troicki e o próprio Novak Djokovic, bem como elementos das equipas técnicas e membros das famílias dos mesmos.

Daniel Sousa
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade do Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.