Dimitrov não se testou depois de ter sintomas e agente admite erros

É a polémica do momento: Grigor Dimitrov, segundo a imprensa croata, apresentou sintomas coincidentes com o novo coronavírus e não terá efetuado qualquer teste de rastreio. O búlgaro terá começado a sentir-se indisposto na sexta-feira, mas só no domingo – e já depois de ter ido a jogo frente a Borna Coric – foi testado.

Segundo a mesma publicação, Dimitrov terá informado a organização do torneio sobre o teste positivo na tarde de domingo, altura em que se instalou o pânico. Até então, nenhum tenista ou membro da organização se tinha submetido a qualquer teste de despiste, uma vez que estes não eram obrigatórios mas sim dependentes da decisão de cada um.

Entretanto, Georgi Stoimenov, agente do tenista búlgaro, admitiu que erros foram cometidos por todos aqueles ligados ao Adria Tour. De acordo com Stoimenov, “as emoções prevaleceram em relação às regras existentes na Sérvia”. Nenhum jogador ou membro do staff acreditava que pudesse haver contágio dentro do círculo do torneio.

Grigor Dimitrov jogou frente a Borna Coric no sábado e alguns problemas físicos já se notavam no atleta de 29 anos. Após o encontro, que perdeu por 4-1 e 4-1, Dimitrov desistiu do torneio e tomou a decisão de regressar ao Mónaco. De acordo com os relatos da imprensa croata, o búlgaro fez a viagem de regresso ao Principado com febres altas. Entretanto, de acordo com o agente do mesmo, Dimitrov já se encontra melhor e esta segunda-feira já sentia apenas algum cansaço.

Total
2
Shares
Total
2
Share