João Sousa no Grupo 1 com Nuno Borges na primeira etapa do Circuito Sénior FPT

VALE DO LOBO — Manhã preenchida na Vale do Lobo Tennis Academy, onde arrancou o “qualifying” masculino e foram sorteados os quadros principais da primeira etapa do novo Circuito Sénior da Federação Portuguesa de Ténis. Serão três provas (cada uma dotada de 15.000 euros em prémios monetários), seguidas do Campeonato Nacional Absoluto (“prize-money” de 20.000 euros).

O sorteio dos quadros principais deu a conhecer a composição da fase de grupos: João Sousa (63.º do “ranking” ATP), que fará em solo nacional o regresso à competição depois de três meses de interrupção, é o primeiro cabeça de série e está no Grupo 1, para o qual também foi sorteado Nuno Borges (599.º).

O Grupo 2 é encabeçado por Pedro Sousa (110.º), o segundo pré-designado, a quem se juntou Luís Faria (817.º). O vimaranense estava na fase de qualificação, mas foi chamado a substituir João Domingues, que ainda está a recuperar de uma lesão no pulso esquerdo e teve de retirar o nome da primeira etapa do Circuito Sénior FPT.

No Grupo 3, Frederico Silva — que passou de quarto a terceiro cabeça de série e é o 193.º classificado da tabela mundial — é o favorito e recebeu a companhia de Tiago Cação (547.º). E o Grupo 4 junta Gastão Elias (532.º) e João Monteiro (937.º), que foi galardoado com um “wild card” para o quadro principal.

A terceira e última vaga de cada grupo será preenchida pelos quatro jogadores que ultrapassarem a fase de qualificação, situação semelhante à do quadro feminino, que tem Francisca Jorge como primeira cabeça de série.

A tricampeã nacional absoluta (579.ª do “ranking” da WTA) está no Grupo 1, com Sara Lança (“wild card” e 1011.ª WTA). No Grupo 2 estão Inês Murta (645.ª WTA), que é a segunda pré-designada, e Sara Neto (número 2 do “ranking” nacional).

O quadro principal feminino fica concluído com Maria Inês Fonte (912.ª WTA) e Madalena Amil (número 3 no “ranking” nacional) no Grupo 3 e Ana Filipa Santos (1141.ª WTA) e Matilde Jorge (número 5 nacional) no Grupo 4.

Vasco Costa, Presidente da Federação Portuguesa de Ténis, salientou a importância do Circuito Sénior FPT: “Criámos este circuito para permitir aos nossos jogadores nacionais e internacionais a preparação para o início da época internacional, que está previsto para agosto. Para a Federação Portuguesa de Ténis é um motivo de grande satisfação termos cá praticamente todos os nossos melhores jogadores.”

Pedro Frazão, Diretor de Prova, enalteceu a adesão da comitiva portuguesa: “Estamos muito contentes por termos sido escolhidos para acolher este evento. Vamos contar com a presença dos melhores jogadores nacionais e nada melhor do que um cenário como este para os jogadores recomeçarem a época. O grupo de jogadores é muito forte, temos praticamente todos os melhores jogadores nacionais e este formato torna o evento ainda mais competitivo, portanto as perspetivas são boas para assistirmos a grandes duelos de ténis.”

Total
8
Shares
Total
8
Share