Pai de Djokovic ao ataque: “Federer ainda joga porque não aceita que o Nadal e o Djokovic vão ser melhores”

Conhecido por dizer tudo aquilo que pensa, Srdjan Djokovic, o pai do número um do mundo, Novak Djokovic, colocou-se novamente nas bocas do mundo ao dirigir críticas a um dos grandes rivais do filho, o suíço Roger Federer.

“Porque é que acham que ele ainda joga aos 40 anos? Já viram bem, uma pessoa com quarenta anos que ainda joga ténis, quando pode ir para casa e fazer coisas mais interessantes? Como quer o Nadal, quer o Djokovic se estão a aproximar, o Federer simplesmente não consegue aceitar que vão ser melhores do que ele”, revelou, citado pelo website Sports Klub.

Na mesma conversa, Srdjan admitiu que, por agora, o tenista suíço ainda é o melhor do mundo, mas mostra-se confiante em relação a uma mudança na história da modalidade: “Os números demonstram que ele é o tenista mais bem sucedido de sempre, mas não vai continuar por muito tempo.”

E até sobre a longevidade da carreira do mais popular dos três filhos se debruçou: “O Novak vai ser tão bem sucedido quanto no ténis no que quer que faça quando terminar a carreira dele, que vai durar mais dois, talvez três anos.”

Total
7
Shares
Total
7
Share