Roger Federer voltou a ser operado e só regressa em 2021

Quatro meses depois de se ter submetido a uma intervenção cirúrgica ao joelho direito, Roger Federer voltou à mesa de operações e adiou o regresso à competição até ao início da temporada de 2021.

Nas redes sociais, o tenista helvético explicou que “há umas semanas, depois de sofrer um contratempo durante a minha reabilitação inicial, tive de fazer um procedimento artroscópico no meu joelho direito”.

Se o anúncio da operação no mês de fevereiro foi surpreendente, desta vez o treinador de Federer, Severin Luthi, já tinha adiantado numa entrevista recente a um programa de televisão que o processo de recuperação do atual número quatro do mundo não estava a corresponder às primeiras previsões dos médicos.

Com este percalço, o regresso de Roger Federer aos courts só acontecerá no próximo ano: “Agora, tal como aconteceu quando me estava a preparar para a temporada de 2017, planeio levar o tempo que for necessário para estar 100% pronto a jogar ao meu nível mais alto. Vou sentir falta dos meus fãs e do circuito, mas espero ver-vos a todos no início de 2021.”

Os circuitos internacionais mantêm-se suspensos até, pelo menos, 31 de julho, com a ATP, a WTA e a ITF a terem novo momento de comunicação marcado para a próxima segunda-feira. No entanto, ainda esta quarta-feira haverá uma reunião por zoom entre a ATP e os jogadores, sendo já várias as vozes contra a realização do US Open, em plena cidade de Nova Iorque, atendendo às circunstâncias atuais.

Ultima atualização às 9h57.

Total
6
Shares
Total
6
Share