ITF anuncia programa de apoio para os jogadores com classificações mais baixas

Poucas horas depois das associações de tenistas profissionais terem chegado a acordo em relação ao valor e critérios de apoio para os primeiros 500 classificados de cada circuito, a Federação Internacional de Ténis (ITF) anunciou que está próxima de concluir medidas que visam apoiar os jogadores menos cotados.

Através de um curto comunicado, a ITF revelou que está “próxima de finalizar um conjunto de medidas adicionais para apoiar os que estão a ser afetados pela Covid-19, o que inclui um plano de apoio para os jogadores entre o 500.º e o 700.º lugares do ranking, que não estão cobertos pelos outros programas de apoio”.

Num breve comunicado, a Federação Internacional de Ténis comprometeu-se a partilhar mais detalhes no seguimento da reunião da direção marcada para dia 2 de junho.

“Estamos a fazer tudo o que podemos para garantirmos que os jogadores talentosos que estão a passar pelo circuito ITF recebem o apoio de que precisam e continuam o seu desenvolvimento nestes tempos de incerteza. Muitos profissionais e organizações têm sido significativamente prejudicados por esta pausa no nosso desporto e a abordagem não pode ser simples e demora o seu processo. A ITF está a rever todas as opções possíveis para apoiar aqueles que mais precisam”, explicou o presidente David Haggerty.

Atualizado às 17h52.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."