Roland Garros reembolsa valor dos bilhetes e cria novos procedimentos se torneio se realizar

A Federação Francesa de Ténis (FFT) vai devolver o valor dos bilhetes adquiridos para a edição de 2020 de Roland Garros. O anúncio foi feito esta quinta-feira, com os responsáveis gauleses a prometerem um procedimento diferente caso o torneio se realize conforme previsto, entre os dias 20 de setembro e 4 de outubro.

A decisão de cancelar e reembolsar o valor de todos os ingressos comprados para o Grand Slam francês prende-se com a necessidade dos responsáveis chegarem a um novo procedimento para a distribuição do público (que será forçosamente mais pequeno) caso o torneio vá para a frente nas novas datas, depois de ter sido adiado devido à pandemia do novo coronavírus — deveria começar a 24 de maio.

A trabalhar em colaboração com as autoridades “para estabelecer as medidas necessárias que garantam a saúde e a segurança de todos os agentes do torneio”, a FFT quer fazer de tudo para levar avante o torneio que representa a maior fatia de receitas anuais da entidade.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."