Federação de Padel apela ao cumprimento das normas de segurança para o regresso aos courts

Fotografia ilustrativa de arquivo

Na semana em que foi autorizado o regresso aos courts ao ar livre um pouco por todo o país, a Federação Portuguesa de Padel (FPP) alertou para a necessidade dos clubes cumprirem as normas de segurança estabelecidas pelo Conselho de Ministros.

“Nos últimos dias chegaram-nos algumas informações de que haveria alguns clubes com campos cobertos ou indoors que estariam abertos ao público e a permitir que lá se praticasse a modalidade”, assinalou a entidade nas suas páginas oficiais, entre as quais o Facebook, alertando que neste momento só é permita a prática do ténis em campos ao ar livre.

No mesmo comunicado, a FPP também alertou que tomou conhecimento “de que alguns clubes estariam a permitir a aglomeração de pessoas nos respectivos bares e a servir bebidas no interior dos mesmos” e destacou que “pelo comportamento dos incumpridores podem vir a pagar os cumpridores, dado que a modalidade poderia vir a ser conotada com comportamentos irresponsáveis — o que eventualmente poderia reverter a decisão do governo em permitir a prática da mesma.”

Nesse sentido, os responsáveis apelam à solidariedade para que, em conjunto, todos os agentes da modalidade passem a imagem de que “tanto os clubes de padel como os praticantes são responsáveis e cumprem a lei”, na esperança de “mostrar às autoridades que podem confiar em nós e que quem joga padel joga em segurança.”

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."