Soderling acredita que “Nadal e Djokovic vão acabar com mais Grand Slams do que Federer”

Onze anos depois de ter surpreendido tudo e todos ao derrotar Rafael Nadal para chegar à primeira de duas finais em Roland Garros, Robin Soderling continua a considerar o espanhol o grande favorito à vitória no torneio do Grand Slam francês.

A revelação foi feita numa entrevista à Sky Sports, em que o ex-tenista sueco afirmou que, mesmo a jogar-se em setembro, o maiorquino será o grande candidato: “É claro que vai ser um torneio totalmente diferente, mas em terra, seja junho ou setembro, o Rafa será o favorito se estiver saudável.”

“Há um par de jogadores que podem ganhar Roland Garros. Acho que o Thiem e o Djokovic podem dar-se muito bem na terra batida, mas o Rafa é uma vez mais favorito”, acrescentou o responsável pela derrota mais surpreendente do tenista espanhol em Roland Garros (onde tinha ganho as quatro edições anteriores) e, possivelmente, em toda a sua carreira na terra batida.

Mas este não foi o único tema de conversa da Sky Sports com Soderling, que também revelou acreditar que, uma vez concluídas as carreiras de todos os elementos do Big Three, a ordem que diz respeito a títulos em Grand Slams será diferente.

“Quando todos tiverem retirados o Nadal e o Djokovic vão acabar com mais Grand Slams do que o [Roger] Federer“, concluiu.

Total
1
Shares
Total
1
Share