Foi há 13 anos: Federer e Nadal defrontaram-se na Batalha das Superfícies

Este sábado cumprem-se 13 anos desde o dia em que Roger Federer e Rafael Nadal mediram forças num dos frente-a-frente mais marcantes da rivalidade mais famosa da modalidade. Ainda que não tenha sido oficial, o encontro de exibição disputado a 2 de maio de 2007 em Maiorca ganhou proporções épicas pelo que se propôs a fazer: opor o suíço e o espanhol num court dividido entre a relva e a terra batida que custou 1,6 milhões de dólares.

Número 1 do ranking mundial de forma ininterrupta desde fevereiro de 2004, Federer, com 25 anos, já tinha 10 títulos do Grand Slam (quatro seguidos em Wimbledon) no currículo e chegou a Palma de Maiorca com 48 vitórias consecutivas em encontros de relva. Por sua vez, a então nova-estrela da casa tinha 20 anos, era número dois do ranking e somava ainda mais impressionantes 72 triunfos consecutivos na terra batida e dois títulos em Majors (Roland Garros 2005 e 2006).

A Palma Arena foi o recinto escolhido para a Batalha das Superfícies (“The Battle of Surfaces”) e a exibição foi um verdadeiro sucesso, com Rafael Nadal a vencer por 7-5, 4-6 e 7-6(10) para delírio dos 6.000 espetadores que esgotaram a arena.

O espetáculo foi uma constante ao longo de todo o encontro, em que as trocas de lado foram acompanhadas de trocas de calçado para que os jogadores se adaptassem da melhor forma possível à superfície onde passariam os dois jogos seguintes.

Um dos “objetivos” do encontro de exibição era determinar qual dos dois era o melhor tenista do mundo, mas a estratégia foi rapidamente contestada pelos especialistas. Porque mesmo quando estivesse na relva (a sua pior superfície), Nadal teria a vantagem de imprimir, com o seu spin tão característico, um ressalto considerável na bola assim que esta caísse na terra batida ocupada por Federer;

Semanas depois do histórico encontro em Maiorca, os dois voltaram a estar frente a frente na final de Roland Garros, que Rafael Nadal venceu por 6-3, 4-6, 6-3 e 6-4. Um mês depois, novo torneio do Grand Slam e nova final, mas com vitória para Roger Federer: 7-6(7), 4-6, 7-6(3), 2-6 e 6-2.

Em 2008, o espanhol chegou pela primeira vez à glória em Wimbledon (venceu uma final épica que ainda hoje é considerada o melhor encontro da história). E em 2009 o suíço venceu finalmente Roland Garros para completar o Grand Slam de carreira.

E o resto é história…

Quanto à Batalha das Superfícies, ficou prometida uma segunda edição mas nunca mais se realizou. Entretanto, Federer e Nadal construíram uma rivalidade sem igual em termos de popularidade (mesmo não sendo a maior em termos de encontros) e já voltaram a estar frente a frente em encontros de exibição, como quando em fevereiro estabeleceram um novo recorde mundial de assistência no ténis, mas também lado a lado, quando venceram um encontro de pares na Laver Cup.

Total
33
Shares
Total
33
Share