Dustin Brown responde a Thiem: “Comecei numa caravana e encordoava raquetes para outros”

As declarações de Dominic Thiem iam inevitavelmente dar origem a inúmeras reações e uma delas foi a de Dustin Brown, que respondeu ao austríaco como uma breve história de um começo de carreira dentro de uma caravana.

No Twitter, o tenista alemão lembrou que “comecei a jogar em 2004 e vivia numa caravana, a sobreviver semana após semana com o dinheiro que ganhava no circuito. Se perdesse na primeira ronda de um ITF de 10.000 dólares ganhava 117,5 dólares, menos impostos, e por causa disso também encordoava raquetes para outros jogadores a cinco euros cada. Se isto que está a acontecer tivesse sido naquela altura tinha-me custado a carreira”.

Atual número três mundial, o jogador austríaco prestou declarações polémicas ao Krone Sport, ao afirmar que “nenhum dos jogadores com um ranking mais baixo está necessariamente a lutar pela sua vida, nenhum deles vai morrer à fome”.

Dominic Thiem não ficou particularmente satisfeito com a ideia de Novak Djokovic & companhia, que sugeriram que cada jogador do top 100 mundial doasse uma quantia (no caso do top 5, 30 mil dólares) para ajudar os jogadores entre o 200.º e o 700.º posto do ranking.

Convencido de que “muitos jogadores que não se comprometem totalmente com o desporto e que não são tão profissionais quanto deviam”, Thiem afirmou que “prefiro dar o meu dinheiro a organizações ou pessoas que realmente precisem dele”.

Total
4
Shares
Total
4
Share