Cancelado pelo coronavírus, Madrid Open passa para a PlayStation e vai ajudar os tenistas mais afetados

Iniciativa inédita no mundo do ténis: esta segunda-feira, a organização do Mutua Madrid Open anunciou que o torneio se vai reinventar e chegar à PlayStation, onde vários tenistas profissionais vão competir por um prémio destinado a ajudar os jogadores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus.

Cancelado devido ao surto que colocou em suspenso todo o ténis até pelo menos 13 de julho, o evento espanhol criou o Mutua Madrid Open Virtual Pro — “um torneio inovador que será uma réplica virtual do torneio de ténis, com algumas das maiores estrelas do desporto a competirem desde as suas próprias casas”, lê-se no comunicado.

O videojogo utilizado será o Tennis World Tour, que recriou “ao mais ínfimo detalhe” o Estádio Manolo Santana (o court principal da Caja Mágica de Madrid) para colocar frente a frente várias estrelas dos circuitos ATP e WTA.

Marcado para o período entre 27 e 30 de abril, o Mutua Madrid Open Virtual Pro terá 150.000 euros de prémios monetários em ambos os quadros (masculino e feminino). Depois, caberá aos vencedores decidir como doarão a quantia “aos tenistas que estejam a sofrer economicamente” por causa do coronavírus. Para além do valor destinado aos profissionais do desporto, os responsáveis espanhóis também anunciaram “a doação de 50.000 euros adicionais para ajudar a reduzir os impactos sociais da pandemia”.

Cada quadro será composto por 16 jogadores que vão ser distribuídos em grupos de quatro, dos quais os dois primeiros classificados avançam para os quartos de final. Paralelamente serão organizados jogos de beneficência entre alguns dos maiores criadores de conteúdos do mundo dos videojogos e os tenistas profissionais para se angariarem fundos para os afetados pela Covid-19.

“Desde que anunciámos que o Mutua Madrid Open não ia acontecer nas datas planeadas que temos estado a trabalhar em ideias para fazermos o ténis chegar aos fãs e a criação do Mutua Madrid Open Virtual Pro destaca o lado tecnológico, jovem e inovador do torneio”, referiu o diretor, Feliciano López, no comunicado. Andrea Gaudenzi, Presidente da ATP, e Steve Simon, Presidente da WTA, também se pronunciaram sobre o evento, destacando o carácter inovador e solidário de uma iniciativa sem igual no mundo do ténis — mas semelhante às que têm vindo a ser criadas noutros desportos, como o futebol e o basquetebol, nos últimos dias.

Última atualização às 15h28.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."