Jogos Olímpicos de Tóquio já têm uma nova data

Está decidido: os Jogos Olímpicos de Tóquio vão realizar-se de 23 de julho a 8 de agosto de 2021, anunciou esta segunda-feira o Comité Olímpico Internacional (COI).

Uma semana depois de anunciarem o adiamento do torneio olímpico devido à pandemia do coronavírus, o COI e o governo japonês confirmaram as novas datas, semelhantes às que estavam previstas para este ano (24 de julho a 9 de agosto de 2020).

Para o ténis, é fácil de concluir que esta é a melhor solução possível: com um calendário non-stop, os circuitos teriam de se redobrar em reorganizações para encaixar uma paragem olímpica caso as novas datas não coincidissem com as anteriores; assim, mantêm-se os planos de 2020 mas para 2021.

Mas a decisão terá outro tipo de influências no desporto: se com o congelamento do circuito e dos rankings até junho os jogadores tinham ficado com o apuramento praticamente garantido (entre eles João Sousa), o adiamento dos Jogos Olímpicos para 2021 significa que o período de elegibilidade só deverá começar a 24 de julho deste ano — Pedro Sousa, por exemplo, deixará de poder contar com os pontos relativos à chegada à final de Buenos Aires para sonhar com a presença em Tóquio.

Atualizado às 13h16.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."