Federação Portuguesa de Ténis diz que adiamento dos Jogos Olímpicos era “inevitável”

Vasco Costa, o presidente da Federação Portuguesa de Ténis (FPT), afirmou que o adiamento dos Jogos Olímpicos confirmado esta terça-feira pelo Comité Olímpico Internacional (COI) era “inevitável”.

Em declarações à Lusa, o responsável federativo lembrou que “ontem [segunda-feira], a Federação Portuguesa de Ténis tinha apoiado a decisão do COI, tal como a Federação Internacional de Ténis havia feito, de esperar quatro semanas para tomar uma decisão, mas sempre pensei que o adiamento acabaria por ser inevitável.”

“É o mais seguro, atendendo à evolução da pandemia”, acrescentou Vasco Costa num dia em que a FPT comunicou a suspensão de todas as provas oficiais marcadas até ao dia 29 de abril.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."