Academia de Nadal fecha portas mas não a todos: “Temos jovens de 42 países e é o nosso dever protegê-los”

A Academia de Rafael Nadal em Maiorca, Espanha, encerrou as instalações ao público no sábado e está desde o fim de semana concentrada em proteger os jovens de 42 nacionalidades diferentes que lá residem durante o ano.

Num comunicado emitido esta terça-feira, o tenista maiorquino explicou que “por razões familiares e logísticas muitos deles ficaram aqui e é o nosso dever e responsabilidade protegê-los e foi isso que disse aos pais.”

“Temos estado em contacto com o Conselho Superior de Desportos e o Ministério Regional de Saúde das Ilhas Baleares de forma a adotarmos as medidas adequadas segundo as leis atuais e o resultado dessas conversas permitiu que algum pessoal técnico e do staff de apoio, bem como de limpezas, se voluntariassem para ficar [com os jovens] nas nossas instalações de forma a poderem tomar conta deles durante estes tempos”, acrescentou Rafael Nadal.

O melhor tenista espanhol da história explicou que “no sábado fechámos ao público a academia, as residências de adultos, o ginásio, o museu, a loja e o restaurante para os jogadores e o staff voluntário serem os únicos a estar presentes na Academia. Ninguém do exterior está autorizado a entrar de forma a tentarmos evitar possíveis infeções vindas do exterior.”

Como mensagem final, Rafael Nadal — que também está em Maiorca à espera que a pandemia de Covid-19 seja ultrapassada — pediu a todos que “fiquem em casa. Vivemos tempos difíceis mas todos juntos vamos conseguir ultrapassá-los.”

Total
21
Shares
Total
21
Share