Rui Machado espera “eliminatória difícil” mas garante “Portugal com muita confiança”

A seleção nacional masculina de ténis ficou esta sexta-feira a saber que terá de viajar até à Roménia para disputar o Grupo Mundial I da Taça Davis, em setembro, uma eliminatória que dá acesso à ronda de qualificação para a fase final.

Em declarações ao Raquetc, o capitão português Rui Machado fez uma primeira análise ao conjunto do leste europeu: “É uma equipa bastante difícil que tem um jogador de singulares que se destaca dos outros, o Marius Copil. Joga bastante bem, tem um jogo muito agressivo e um excelente serviço. E também têm dois especialistas de pares com um grande historial e um longo registo de jogos na Taça Davis, que são o Florin Mergea [ex-número 7] e o Horia Tecau [atual número 29 e ex-número 2], por isso espera-nos uma eliminatória difícil.”

Mas o algarvio de 35 anos mostra-se otimista em relação ao próximo confronto da seleção das quinas — que será o seu quarto enquanto selecionador nacional e o quarto fora de portas. “Estamos confiantes, também temos uma equipa muito boa e acabámos de ter uma vitória fora de casa que nos dá muita confiança para encararmos outro desafio fora. Obviamente que gostávamos que nos tivesse saído uma eliminatória em casa, porque todos gostamos muito de jogar em casa e nestes dois anos ainda não o conseguimos fazer, mas saiu fora e vamos com tudo na mesma.”

O historial entre as duas equipas regista uma vitória para cada lado: Portugal venceu em Timisoara, no ano de 1988, e a Roménia no Clube de Ténis do Estoril, em 1995.

A seleção vencedora jogará em março de 2021 a fase de qualificação para as Davis Cup Finals, que acontecerão no final dessa temporada.

Total
1
Shares
Total
1
Share