Loulé Open. Tiago Cação é cabeça de série e o único português na metade inferior do quadro

LOULÉ — No mesmo dia em que se concluiu a fase de qualificação ficou a conhecer-se o caminho dos jogadores portugueses nos quadros principais de singulares do Loulé Open, o terceiro torneio internacional consecutivo a acontecer na região algarvia.

Em singulares, Tiago Cação — que vem da final em Vale do Lobo — é o único luso a ser cabeça de série e também o único a estar na metade inferior do quadro: o jogador do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis defende o estatuto de sétimo favorito e vai ter como primeiro adversário Billy Harris, britânico que furou a fase de qualificação e o 807.º do ranking

Luís Faria foi o outro atleta “da casa” a ter entrada direta no quadro principal e o sorteio ditou um encontro com o italiano Simone Roncalli (687.º) na eliminatória inaugural.

De resto, fazem parte da grelha principal do Loulé Open os wild cards Francisco Cabral (defronta o quarto pré-designado Maverick Banes), Fábio Coelho (contra o oitavo pré-designado Nicolas Moreno de Alboran) e o algarvio João Graça (vai ter pela frente Arthur Cazaux, finalista do último torneio de juniores do Australian Open).

Na variante de pares a comitiva portuguesa é maior: Francisco Cabral e Gonçalo Falcão são os primeiros cabeças de série, Fábio Coelho (com Jonathan Binding) vai medir forças com Afonso Salgado (ao lado de Filipe Brandão) e dois dos três wild cards foram para parelhas totalmente lusas: Afonso Portugal/Martim Simões e João Graça/André Rodeia.

Quadro de singulares:

Quadro de pares:

Total
30
Shares
Total
30
Share