Gonçalo Oliveira apurado para a terceira final Challenger da temporada

Gonçalo Oliveira

Se em singulares o ano tem deixado a desejar, em pares Gonçalo Oliveira tem conseguido destacar-se e na madrugada deste domingo selou o apuramento para a terceira final do ano no ATP Challenger Tour, desta vez em Monterrey.

A jogar ao lado do polaco Karol Drzewiecki, o tenista português já tinha brilhado ao afastar os segundos cabeças de série logo na eliminatória inaugural e este sábado derrotou Robert Galloway e Hans Hach Vergudo por equilibradíssimos 7-6(5), 6-7(5) e 15-13 para marcar presença no encontro decisivo.

A dupla luso-americana precisou de cinco match points para fechar o encontro e pelo meio teve mesmo de anular dois pontos de encontro da dupla adversária.

A final em Monterrey — que é um dos maiores torneios do ano no circuito “secundário — será a terceira do ano para Gonçalo Oliveira, que procurará o segundo título de 2020 na decisão com os brasileiros Orlando Luz e Rafael Matos, quartos pré-designados.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."