João Domingues com melhor ranking da carreira junta-se a sete compatriotas num grupo restrito

João Domingues esteve em destaque no Rio de Janeiro e com a campanha no torneio carioca garantiu o melhor ranking da carreira, uma classificação que esta segunda-feira faz dele o oitavo português a chegar ao top 150 ATP.

Aos 26 anos, o tenista natural de Oliveira de Azeméis subiu 19 lugares para se fixar na 150.ª posição, que o ajuda a cimentar o estatuto de número três nacional.

Domingues é o oitavo jogador luso a chegar ao top 150 do ranking mundial masculino, seguindo os passos de João Sousa (28.º como melhor classificação da carreira), Gastão Elias (57.º), Rui Machado (59.º), Frederico Gil (62.º), Nuno Marques (86.º), Pedro Sousa (99.º) e João Cunha e Silva (108.º).

O número três nacional foi, aliás, o único entre os 10 melhores jogadores do país a registar uma subida na atualização desta segunda-feira. À frente, quer João Sousa (68.º) quer Pedro Sousa (108.º) perderam uma posição, enquanto atrás dele Frederico Silva (190.º) desceu dois lugares, Gonçalo Oliveira (287.º) nove, Fred Gil (459.ª) uma posição, Gastão Elias três (492.º) três, Tiago Cação (579.º) duas, Nuno Borges (587.º) três e Luís Faria (774.º) quatro.

Quem também tem razões para sorrir é João Monteiro, que duas semanas depois de chegar à final de um torneio ITF em Monastir viu esses pontos serem adicionados à tabela para escalar mais 217 posições e regressar aos mil primeiros (923.º).

Total
5
Shares
Total
5
Share