Vale do Lobo. Henrique Rocha e Jaime Faria estreiam-se no circuito profissional com vitórias

Fernando Correia/FPT

O circuito internacional regressou este domingo a Portugal com a primeira ronda da fase de qualificação do Vale do Lobo Open Magnesium-OK 2020 e a jornada ficou marcada por 11 triunfos portugueses, dois dos quais assinados por jogadores que nunca tinham entrado em ação a este nível.

Com apenas 15 anos, Henrique Rocha (atual campeão nacional de sub 16) venceu Thomas Sorensen por 6-4 e 6-3 para se estrear da melhor forma possível em torneios ITF marcando encontro com outro canadiano (Riaan Du Toit, o 12.º cabeça de série) na segunda de três eliminatórias do qualifying.

Tal como ele, também Jaime Faria entrou com o pé direito no primeiro torneio da carreira no circuito mundial ITF: o jovem português de 16 anos — que também faz parte do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis — surpreendeu o sétimo cabeça de série Jose Joaquin Miranda Cisneros por 1-6, 6-4 e 10-7 e vai enfrentar o compatriota Tiago Torres, que superou Luis Gomar Monio por claros 6-3 e 6-0.

Em destaque esteve igualmente Guilherme Sousa Severin, que aos 17 anos também conquistou o primeiro triunfo a este nível: venceu um duelo 100% nacional contra Bernardo Teixeira por 6-3, 4-6 e 10-5 e tem como próximo adversário Miguel Damas, de Espanha.

A jornada na Vale do Lobo Tennis Academy fez-se ainda de outras sete vitórias lusas: João Graça passou com distinção (6-3 e 6-4) pelo terceiro cabeça de série Filippo Moroni para marcar encontro com Pedro Araújo, que derrotou Valentin de Carvalho por 6-3 e 6-1, Bernardo Roque bateu o brasileiro Eduardo Lobo da Rosa de Almeida (6-4 e 7-5) para se juntar a Afonso Salgado (que confirmou o estatuto de oitavo cabeça de série ao passar por Martim Simões com 6-4, 2-6 e 10-5), João António superou Pedro Brandão (com 6-1 e 6-0), Gonçalo Falcão (nono favorito) derrotou o campeão nacional de juniores Manuel Gonçalves por 4-6, 7-6(1) e 10-7 e Hugo Maia impôs os parciais de 6-4 e 6-4 a Cameron Henricy Trigolos para desafiar o 10.º favorito Juan Pablo Canas Garcia.

Paulo Fernandes, André Rodeia, Tiago Rodrigo Fernandes, Evan Morgan e Afonso Portugal não conseguiram chegar à segunda eliminatória.

Total
15
Shares
Total
15
Share