Edmund e Seppi discutem título em Nova Iorque

New York Open

Os dois finalistas do New York Open foram encontrados este sábado. Kyle Edmund e Andreas Seppi venceram os respetivos compromissos e um deles vai suceder ao norte-americano Reilly Opelka enquanto campeão da prova.

O britânico, que ocupa o 62.º lugar na hierarquia mundial, foi o primeiro a assegurar o apuramento para a grande decisão. Edmund entrou em court para defrontar o sérvio Miomir Kecmanovic (#54 ATP) e venceu de forma tranquila, com os parciais de 6-1 e 6-4. O oitavo cabeça de série converteu três dos sete pontos de break que teve à disposição e venceu 79% de pontos com o primeiro serviço.

O italiano Andreas Seppi, que é 98.º no ranking mundial, defrontou a sensação Jason Jung (#131 ATP). O tenista da Taipei Chinesa procurava dar seguimento a uma semana de sonho com a presença na final, mas não teve argumentos para a maior experiência do transalpino.

Seppi serviu muito bem ao longo do encontro – colocou 70% dos primeiros serviços – e incomodou Jung com a resposta, tendo conquistado 13 pontos de break. O italiano precisou de converter apenas cinco deles para construir os parciais de 6-3 e 6-2.

Este domingo, Kyle Edmund e Andreas Seppi vão medir forças pela sexta ocasião. O confronto direto é (muito) favorável ao britânico, que venceu quatro dos cinco encontros que disputaram até ao momento. Para além disso, Seppi nunca foi capaz de vencer Edmund em piso rápido, tendo registado a sua única vitória sobre o britânico na terra batida de Monte Carlo.

Daniel Sousa
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade do Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.