Pedro Sousa cada vez mais histórico chega às primeiras meias-finais em torneios ATP

Argentina Open

História atrás de história. Dois dias depois de selar o apuramento para os primeiros quartos de final da carreira em torneios ATP, Pedro Sousa (145.º ATP) deu mais um passo em frente para chegar às meias-finais do Argentina Open. E de repente a final pode estar ainda mais próxima do que parece.

A jogar na condição de lucky loser (foi chamado ao quadro à última hora para substituir o lesionado Cristian Garín), o português de 31 anos voltou a mostrar do que é capaz e desta vez superou até contrariedades físicas para derrotar o brasileiro Thiago Monteiro (92.º) por 7-6(5) e 6-4 quando já era 1h15 em Buenos Aires.

Depois de um começo em que deixou bem evidente todo o poder de fogo, Sousa lesionou-se logo ao quarto jogo e teve de pedir um medical time-out na troca de lados que se seguiu.

Mas nem uma movimentação extremamente condicionada o impediu de brilhar: manteve a concentração, continuou a produzir winners um pouco por todas as zonas do campo e nem uma quebra de rendimento abrupta quando tinha três pontos para fechar o set inaugural, ao 5-4, o afastou da luta. No tie-break o português mostrou nervos de aço para retomar o controlo do encontro e ainda mais impressionou no segundo parcial, quando reagiu de imediato ao break sofrido e guardou o melhor para o final: uma nova quebra de serviço — e logo em branco — selou as contas.

Foi o quarto triunfo na prova para Pedro Sousa (que antes de derrotar Facundo Diaz Acosta e Jozef Kovalik no quadro principal já tinha ganho uma ronda na fase de qualificação) e também o mais importante da carreira, uma vez que lhe dá acesso à primeira meia-final a este nível.

E se em condições normais a história já teria todas as condições para não se ficar por aqui, no contexto desta sexta-feira (já sábado em Portugal) ganhou ainda mais razões para continuar a ser escrita: é que o próximo adversário do jogador lisboeta é Diego Schwartzman, o herói da casa que não só precisou de impressionantes 3h42 para afastar Pablo Cuevas como se lesionou com gravidade no último jogo e abandonou o court em lágrimas, fazendo antever a desistência do torneio…

Independentemente do que aconteça no sábado, Pedro Sousa já fez história: tornou-se no quinto português a garantir a presença numa meia-final de singulares de torneios do circuito ATP e no primeiro da história a fazê-lo logo à primeira oportunidade.

E não se fica por aqui: com o triunfo sobre Thiago Monteiro também garantiu o estatuto de special exempt que lhe vale a entrada direta no quadro principal do ATP 500 do Rio de Janeiro, torneio do qual até já tinha desistido de jogar a fase de qualificação por não conseguir fazer a viagem entre as duas capitais a tempo.

Quanto ao ranking… As contas apontam para que o jogador que faz parte do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis já tenha assegurado uma subida de 29 lugares até ao 116.º posto.

Última atualização às 4h34.

Total
1
Shares
Total
1
Share