João Sousa escapa ao qualifying no ATP 500 de Roterdão

Depois de Auckland, Melbourne e Montpellier, Roterdão é a quarta paragem de João Sousa na nova temporada e o português recebeu boas notícias: já não vai ter de disputar a fase de qualificação, entrando diretamente no quadro principal do ATP 500 holandês.

Atual número 69 do ranking e ainda à procura do primeiro triunfo na nova época, o melhor tenista português da atualidade e da história beneficiou da não entrega de um dos wild cards à disposição da organização para ocupar o (para já) último lugar no quadro principal.

Sousa já foi por três vezes a Roterdão mas nunca conseguiu passar da eliminatória inaugural: em 2015 perdeu para Gilles Simon (na altura o 19.º do ranking), em 2016 para Roberto Bautista Agut (então número 17) e em 2018 foi travado por Andreas Seppi (que era o 81.º), sempre em três partidas.

Total
9
Shares
Total
9
Share