Maria Inês Fonte esteve perto da melhor vitória da carreira mas Portugal começa Fed Cup a perder

Maria Inês Fonte (894.ª WTA) foi a primeira jogadora escolhida pela capitã de equipa Neuza Silva para ir a jogo no confronto inaugural de Portugal no Grupo II da Zona Europa/África da Fed Cup, em Helsínquia, contra o Egito. E apesar da tenra idade e de ter disputado apenas o segundo encontro de singulares na competição esteve muito perto de brilhar.

Três dias depois de completar 18 anos, a jogadora natural da Maia esteve a dois jogos de registar a melhor vitória da carreira mas não conseguiu segurar a vantagem e acabou derrotada pela bem mais experiente e clara favorita Sandra Samir (367.ª) ao cabo de três partidas: 4-6, 6-4 e 6-2 foram os parciais.

Fonte até foi a primeira a enfrentar break points (ao segundo e ao quarto jogos), mas conseguiu anular as situações e na reta final do primeiro set, a 4-4, conseguiu aproveitar a primeira oportunidade que criou para ganhar vantagem.

Na partida seguinte a tenista lusa foi ainda mais rápida a fazer a diferença: aconteceu logo ao terceiro jogo e esteve perto de a dilatar no quinto, mas como não conseguiu teve de ser mais paciente e defender a pancada de serviço. Foi o que fez, de forma notável, até chegar ao 4-2, mas quando ficou próxima da vitória deixou de conseguir gerir a situação e cedeu quatro jogos consecutivos (depois de lutar muito e ter oportunidades para segurar o serviço ao 4-3 e ao 4-5).

Uma vez em jogo, Samir não desperdiçou a oportunidade e fez uso da experiência — no currículo já conta com 10 títulos de singulares em torneios ITF e sete em pares — para guri no marcador.

Com a derrota de Maria Inês Fonte, Portugal fica obrigado a vencer os dois últimos encontros para superar o Egito e entrar no Grupo B com o pé direito.

A número um e tricampeã nacional Francisca Jorge (561.ª) será a próxima a sentir o peso da responsabilidade na raquete, ao ir a jogo frente a Maiar Sherif Ahmed Abdelaziz (188.ª) num encontro decisivo para as aspirações desta terça-feira.

Para além de Fonte e Jorge, Neuza Silva também convocou Inês Murta (de regresso após um ano de ausência devido a lesão) e Matilde Jorge, que aos 15 anos cumpre a estreia na seleção nacional.

Total
9
Shares
Total
9
Share