Preparem-se as pipocas: Espanha de Nadal contra Sérvia de Djokovic na final da ATP Cup

A final mais aguardada de todas vai mesmo acontecer: o título da primeira edição da ATP Cup vai ser discutida pela Espanha, do número 1 mundial Rafael Nadal, e a Sérvia, do número 2 Novak Djokovic. A culminar a primeira semana de 2020 (e que semana…) os dois melhores jogadores da atualidade estarão frente a frente pela 55.ª vez na história do circuito profissional.

Tal como a Sérvia, que derrotou a Rússia na primeira meia-final, também a Espanha começou melhor a eliminatória frente à Austrália: Roberto Bautista Agut deu uma lição a Nick Kyrgios e com os parciais de 6-1 e 6-4 despedaçou os corações da casa, que viam no espetacular “vilão” a maior esperança de conquistarem um ponto frente ao conjunto forasteiro.

Mas os jogadores da casa não deitaram a toalha ao chão e uma entrada fulminante de Alex de Minaur deu esperança. O atual número 18 do ranking mundial ainda não tinha conseguido fazer frente a Rafael Nadal, mas este sábado apostou em pontos mais curtos e numa estratégia claramente mais agressiva (que o viu disparar winners de todas as zonas do court) e conquistou o primeiro set de forma exímia.

Estava a ser o dia perfeito para o pequeno “demónio” do ténis australiano, que construía a melhor exibição da carreira e se aproximava cada vez mais perto de um enorme triunfo, mesmo se do outro lado o adversário estava claramente longe da melhor forma possível.

Só que com Rafael Nadal, já se sabe, nada pode ser dado como perdido.

E assim, como tantas vezes já nos habituou, o líder do ranking mundial insistiu, insistiu e insistiu. Agarrado à luta com unhas e dentes, o maiorquino tanto tentou que ao 12.º jogo conseguiu o break que lhe permitiu fechar o set — e foi a gota de água.

A jogar no limite, Alex de Minaur não resistiu à mudança no ascendente e a partir daí não mais conseguiu fazer do que servir de corpo presente. Ao fim de 2h15 a vitória caiu mesmo para o lado de Rafael Nadal, que menos de dois meses depois de ajudar a Espanha a vencer a Taça Davis colocou o país em mais uma final.

E agora é tempo de se prepararem as pipocas. A nova temporada vai começar com um entusiasmante encontro entre as duas primeiras cabeças de série do torneio, que é o mesmo que dizer que o segundo (e possivelmente decisivo) encontro de pares colocará frente a frente o número 1, Rafael Nadal, e o número 2, Novak Djokovic.

Tudo acontece a partir das 7h30 de domingo, hora de Portugal Continental.

Última atualização às 12h14.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."