Shenzhen. Rybakina e Alexandrova discutem título na China

Fotografia: WTA

Estão encontradas as primeiras finalistas da temporada no circuito WTA. Em Shenzhen, Ekaterina Alexandrova e Elena Rybakina são as últimas sobreviventes no Shenzhen Open e vão discutir entre si o troféu, este sábado.

A russa, 34.ª do Mundo e quinta melhor cotada em solo chinês, surpreendeu a espanhola Garbiñe Muguruza (35.ª), vencedora de dois títulos do Grand Slam, com uma vitória em sets diretos. As duas tenistas apresentaram-se muito bem no serviço – ambas colocaram mais de 70% das primeiras bolas – mas só Alexandrova conseguiu realmente traduzir os primeiros serviços colocados em domínio dos pontos. A russa só enfrentou dois break points durante todo o encontro e causou mossa com a resposta, tendo fechado o encontro em uma hora e 18 minutos, com os parciais de 6-4 e 6-3.

A cazaque Elena Rybakina vai, por sua vez, disputar a terceira final da carreira. Apenas com 20 anos de idade, a jovem tem tido uma ascensão rápida no circuito e, esta madrugada, superiorizou-se perante a checa Kristyna Pliskova.

Muito forte no primeiro serviço, com o qual controlou grande parte dos pontos, Rybakina conseguiu ainda jogar bem os pontos mais importantes, nomeadamente os três break points que enfrentou. Ao fim de uma hora e 13 minutos, a jovem do Cazaquistão conseguiu a quarta vitória na temporada, com os parciais de 6-2 e 7-5.

Este sábado, Ekaterina Alexandrova e Elena Rybakina vão discutir entre si um dos primeiros troféus de 2020. As duas tenistas estão separadas no ranking por dois lugares – Alexandrova é 34.ª e Rybakina é 36.ª – e nunca se defrontaram anteriormente. No caminho até à final, Alexandrova cedeu apenas um set perante Qiang Wang e bateu ainda Katerina Siniakova, Shuai Peng e Garbiñe Muguruza. Rybakina, por outro lado, cedeu um set para Saisai Zheng e outro para Elise Mertens, tendo ainda batido Yafan Wang e agora a checa Kristyna Pliskova.

Total
5
Shares
Total
5
Share